Servidora Pública de Chapadão do Sul precisa de doador de medula óssea

Simoni têm parentes em Pouso Alto

Por Fernando Brito 09/03/2020 - 18:58 hs

Simoni Ferreira dos Santos de 36 anos de idade, funcionária pública da Prefeitura de Chapadão do Sul, foi diagnosticada, no dia 03 de fevereiro de 2020 com Leucemia Linfoide Aguda (LLA). A doença foi descoberta após Simoni fazer uma consulta devido aos vários hematomas que surgiram pelo seu corpo e ao cansaço excessivo que tem a prejudicado no dia a dia. Após realizar vários exames, os resultados apontaram alterações nas células sanguíneas, confirmando a triste notícia de câncer.

A Leucemia Linfoide Aguda é um câncer originário de células sanguíneas chamadas linfócitos, o qual através do transplante de medula óssea possui grandes chances de cura. Com o diagnóstico determinado, Simoni foi encaminhada para tratamento no Hospital de Amor, o qual está localizado na cidade de Barretos (SP). Em busca de uma cura, familiares realizaram teste de compatibilidade para doação de medula óssea mas, nenhum foi compatível.

Com a impossibilidade de uma doação direta dos parentes, a família está realizando uma campanha de solidariedade para que a população de Chapadão do Sul e de outras cidades se tornem um doador de medula óssea. A inserção de várias pessoas no banco de doadores de medula aumenta as chances de salvar a vida de Simoni e de outras pessoas na fila de espera.

Transplante de medula óssea é a única esperança de cura para milhares de portadores de leucemia e algumas outras doenças do sangue. Dados estatísticos mostram que indivíduos de uma mesma região têm maior chance de serem compatíveis entre si. Este ato pode salvar a vida da Simoni, de uma criança, jovem ou adulto da sua região. Seja um doador de medula óssea!!

Doação

Para se tornar um doador de medula óssea, os centros mais próximos de Chapadão do Sul , ficam em Campo Grande e Três Lagoas. No ato, o interessado deverá estar munido com documento oficial com foto, como a carteira de identidade ou de motorista.

A coleta consiste em um simples exame de sangue e leva apenas alguns minutos, assim como um hemograma.

Em Campo Grande o Hemosul está localizado na Av. Fernando Côrrea da Costa, n° 1304 no Centro. O funcionamento é de segunda à sexta das 7h às 17h e no sábado das 7h às 12h. O telefone para maiores informações é o (67) 3312-1500.

Em Três Lagoas o Hemosul está localizado na rua Manoel Rodrigues Artez, 520, no bairro Colinos. O funcionamento é de segunda a sexta-feira das 07h às 12h. O telefone para maiores informações é o (67) 3522-7959.

Quem pode doar?

Pessoas entre 18 a 55 anos, que estejam com boa saúde. São retirados 5ml de sangue, como um exame de laboratório, e o doador é cadastrado no REDOME – Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea do INCA – Instituto Nacional do Câncer. Seus dados genéticos são cruzados com os dos pacientes que precisam da medula. Se der compatibilidade genética através do exame HLA, a doação pode ser realizada. Porém, para ter compatibilidade a chance no Brasil é de uma em cem mil e com alguém de outro país de uma em um milhão.

Campanha

Em Chapadão do Sul, amigos estão realizando uma campanha para levar o máximo de doadores possível até o hemocentro de Campo Grande, se você tem disponibilidade o ônibus saíra quinta-feira bem cedo, e retorna no final do dia, sua participação pode fazer a diferença. Entre em contato pelo telefone / whatsapp 67 99912-0646 para maiores informações. Contamos com a ajuda de todos.

 

Com informações da Rádio Caçúla de Três Lagoas