Comerciantes de Paraíso das Águas temem crise após decreto do COVID-19

Um grupo de comerciantes procurou a reportagem para expressar a preocupação

Por Fernando Brito 23/03/2020 - 12:21 hs

O decreto municipal N° 558/2020, publicado neste domingo (22), proibindo a abertura de estabelecimentos comerciais não essenciais no município, o que gerou uma grande preocupação aos comerciantes local.

Para o grupo de comerciantes as medidas são muito drásticas e pode trazer um geande prejuízo para o comércio da cidade.

Os comerciantes sugerem uma alteração no decreto, dando flexibilidade ao atendimento, para que não feche de vez, causando prejuízos.

Um dos comerciantes já adiantou que não terá condições de pagar aluguel, funcionários e boletos caso fique fechado durante o período do decreto, que é de 15 dias e pode exceder.

Já o comitê de prevenção ao COVID-19, coronavírus formada por médicos, profissionais da saúde e autoridades representativas da comunidade, se reuniram e debateram o tema por alguns dias.

"O decreto foi elaborado mediante recomendações do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS), para prevenir a chegada do vírus na cidade, que não teria estrutura caso pessoas sejam infectadas. Não trata de política ou consulta pública e sim, saúde pública. Medidas preventivas que não compete às classes políticas ou da sociedade e sim, dos órgãos de saúde", afirmou o comitê.

As cidades vizinhas publicam ainda hoje, segunda(23) decretos semelhantes.

Acesse ao decreto na íntegra.