URGENTE: Comitê de enfrentamento ao COVID-19 de Paraíso das Águas flexibiliza atendimento comercial

A alteração foi discutida após pronunciamento do presidente da República na última terça-feira, 24

Por Fernando Brito 26/03/2020 - 12:37 hs

URGENTE: Comitê de enfrentamento ao COVID-19 de Paraíso das Águas flexibiliza atendimento comercial
Comitê de enfrentamento ao COVID-19

O Comitê de enfrentamento ao COVID-19 em Paraíso das Águas, se reuniu na manhã desta quinta-feira (26) e discutiu a flexibilização do atendimento ao público de alguns setores do comércio da cidade, o que deve ser alterado alguns incisos do decreto municipal n. 588/2020, publicado no último dia 22 de março.

Após o pronunciamento do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, na última terça-feira(24) recomendando o retorno das atividades comerciais, porém, com restrições, o comitê se reuniu para debater o tema. Com o decreto federal que amplia o roll de estabelecimentos comerciais essenciais, foi possível alterar o decreto.

As decisões do decreto foi baseada nas recomendações da Organização Mundial da Saúde - OMS, Ministério da Saúde e Secretaria de Estado de Saúde, com a criação do comitê, formado por dois médicos efetivos de Paraíso das Águas, secretário de Saúde, coordenadora municipal de Vigilância Epidemiológica, coordenador de Vigilância Sanitária, diretora de Saúde, jurídico e representantes dos poderes executivo e legislativo.

A alteração no novo decreto deve ser publicado ainda nesta quinta-feira (26). A princípio os estabelecimentos comerciais poderão funcionar com restrições e limitados ao número de pessoas no interior das lojas, bem como, seguir rigorosamente as medidas de segurança na prevenção da contaminação. Já foi adiantado que lanchonetes, restaurantes e similares continuarão funcionando somente em modo delivery e bares, boates e casa de eventos permanecerão fechados para evitar aglomerações. O isolamento social ainda se faz muito necessário.

Também não deve alterar os serviços públicos e escolas. Serviços de bancos e correspondentes também voltam a operar com restrições. 

A fiscalização será intensa por parte da Vigilância Sanitária e das forças policiais. O toque de recolher das 21h as 05h da manhã seguem inalterados.