50 anos: Corpo de Bombeiros Militar atinge marca histórica com desafios e luta contra a Covid-19 em MS

Corporação recebeu aporte de investimentos do Governo do Estado de R$ 11 milhões no primeiro semestre de 2020

Por Fernando Brito 02/07/2020 - 15:45 hs

50 anos: Corpo de Bombeiros Militar atinge marca histórica com desafios e luta contra a Covid-19 em MS
Capa - Soldado Diogo Brito, lotado em Chapadão do Sul.

Campo Grande (MS) – No Dia Nacional do Corpo de Bombeiros Militar no Brasil (2.6), a corporação completa 50 anos de história em Mato Grosso do Sul. Apesar do marco festivo, as comemorações deram lugar aos desafios do combate à Covid-19. Com efetivo composto por cerca de 1,5 mil homens e mulheres, os militares se dividem entre as diversas ações de combate aos avanços da epidemia e os atendimentos diários no Estado.

Pensando na valorização dos profissionais, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), investiu R$ 11 milhões neste primeiro semestre de 2020.
Para o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, Coronel Joilson Alves do Amaral, o efetivo tem se empenhado diariamente para manter a qualidade do serviço em um momento de crise sanitária. “Apesar de ser um dia festivo, nós não estamos realizando essas comemorações, mas seguimos trabalhando, dando todo o suporte e apoio nas ações de combate do Governo do Estado”.

Conforme o relatório do Disk-Covid (3311-6262), no período de 24 de março a 29 de junho, os bombeiros atenderam 44.680 mil ligações. “Estamos esclarecendo dúvidas e marcando testes”, explica Joilson. Quanto ao drive-thru, foram registrados 13.587 mil atendimentos nas quatro unidades de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá. “Além de aplicar os testes, temos a oportunidade de avaliar a condição física e emocional das pessoas que passam por lá”, pontua o coronel.

Os bombeiros militares ainda estão presentes nas 17 barreiras sanitárias criada pelo Governo do Estado. “Todos os comandantes estão diretamente ligados com os prefeitos e secretários municipais. Nós ainda contamos com uma estrutura dentro da Secretaria de Estado de Saúde (SES) que ajuda na gestão. Os bombeiros são hoje, braço operacional da SES, tudo que é executado por nós é cadastrado no sistema e sai nos boletins. Tudo isso, são resultados do empenho direto nas ações do Governo do Estado para atender as demandas da pandemia”, diz Joilson.

Investimentos

Mesmo com todos os desafios de saúde pública, econômicos e sociais, imposta pelo Covid-19, a corporação recebeu investimentos que que ultrapassam a casa dos R$ 11 milhões. São equipamentos operacionais, de radiocomunicação, de informática, eletrônicos, mobiliário, utensílios e viaturas. Apenas em viaturas novas, os investimentos alcançam a casa dos 10 milhões de reais. Todos esses materiais e equipamentos já estão distribuídos e em uso nas unidades.

No início deste ano, o Governo do Estado repassou à corporação um sonho de décadas, a Auto Escada Mecânica Magirus – AEM-02, viatura moderna e de multimissão, que está pronta a ser empregada no socorro à vida e ao patrimônio das pessoas. O valor de aquisição foi R$ 6,1 milhões. “Nós ainda recebemos mais dois caminhões que trabalham em conjunto com ela. Então, a gente entende que as ações que estão sendo realizadas, estão sendo satisfatórias”, conclui o comandante do Corpo de Bombeiros Militar.

Rodson Lima, Sejusp