Seja bem-vindo
Paraíso das Águas,21/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

|Simplicidade|Aos 71 anos e nascido em Paraíso das Águas, 'Tacilinho' é o escritor de cartas de homenagens

Ele já redigiu cartas para várias autoridades e personalidades da cidade e desta vez, sua homenagem é direcionada aos artistas musicais, Filhos da Terra


|Simplicidade|Aos 71 anos e nascido em Paraíso das Águas, 'Tacilinho' é o escritor de cartas de homenagens

Otácilio Mariano da Silva, 71 anos, 'Tacilinho', como é carinhosamente chamado, nascido e criado em Paraíso das Águas. Um sabedor da histórida do município, desde sua época de vilarejo, distrito a município instalado. Sempre participativo nas atividades sociais e culturais da cidade. 

Ele é considerado uma das pessoas mais conhecidas da pequena Paraíso das Águas. Aposentado e capinador, Tacilinho gosta de contar histórias e lembrar do tempo de 'emancipação', quando os tempos eram difíceis e o trabalhão que deu para ser reconhedido o então distrito de Paraíso em município, luta que durou décadas, até que em 2012, houve sua primeira eleição e finalmente em 1º de janeiro de 2013, município, de fato, instalado e independente.

Lá estava Tacilinho, sempre presente nos eventos que trataria dos assuntos políticos e quando não podia participar, dos orelhões da cidade, fazia questão de ligar para os amigos, para receber notícias, de como estava o andamento do processo da emancipação.


Dificilmente perdeu uma sessão legislativa na Câmara Municipal de Vereadores e está por dentro de tudo. Ele, já escreveu várias cartas para o legislativo, executivo e homenageou muitas personalidades locais e até deputados e atualmente o ex-governador Reinaldo Azambuja, que recebeu das mãos de Tacilinho, uma de suas cartas, manuscrita.

Nesta terça-feira(11), esteve na redação BNC Notícias e na FM Paraíso, para entregar ao jornalista Fernando de Brito, uma de suas cartas, homenageando desta vez, seus amigos, artistas musicais, Filhos da Terra, composto por: Valdeir, Chicão, Robson Miguel, Valterson Júnior e Adão Pereira, em que em suas poucas palavras, descreve o seu grande orgulho pelo talento dos artistas, que são paraisenses e que levam através da boa música, a alegria a todos.

Parte da carta foi digitada com a ajuda de algum amigo, mas ele faz questão de completar com sua letra, no manuscrito ele diz: "Os Filhos da Terra é o orgulho. Toca o chamamé gostoso de escutar e dançar". 

Mais que digna homenagem ao grupo local, que faz a alegria do público em suas apresentações. Sucesso hoje e sempre.





COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.