Grávida morre depois de amiga arrancar seu bebê com estilete em Santa Catarina

Gestante de nove meses estava desaparecida e foi encontrada morta nesta sexta-feira (28/8)

Por Fernando Brito 31/08/2020 - 15:25 hs
Foto: Divulgação
Grávida morre depois de amiga arrancar seu bebê com estilete em Santa Catarina
Vítima teve o ventre estraçalhado com estilete para retirada do bebê.

Uma mulher grávida de nove meses foi encontrada morta em Canelinha (SC), com ferimentos na barriga. Flávia Godinho Mafra, de 24 anos, estava há quase 24h desaparecida e a suspeita é que as marcas tenham sido feitas por golpes de estilete, desferidos por uma 'amiga', que teria arrancado o bebê da vítima e fingido ela mesma, em praça pública, estar dando à luz à criança.

De acordo com o delegado à frente do caso, Paulo Freyesleben e Silva, a suspeita chamou a gestante para um chá de fralda na cidade. “Durante o trajeto, ela desviou e entrou numa cerâmica abandonada. Ali, se armou com tijolo e desferiu os golpes na cabeça da vítima, fazendo que ficasse inconsciente”, conta.

"Depois, de posse de um estilete, abriu o abdômen da vítima e retirou a criança de seu ventre, indo para a via pública e simulando um parto espontâneo, natural, como se estivesse estourado a bolsa dela”.

Mulher e recém-nascido foram socorridos por transeuntes e encaminhados ao hospital, onde a equipe médica constatou que o bebê apresentava cortes e não apresentava sinais de ter passado por um parto e acionou a polícia.

Aos agentes, a mulher confirmou que matou a gestante e que havia planejado o crime há dois meses. O motivo do crime seria que ela, que também ficou grávida nos últimos meses, perdeu a criança em janeiro e não teria comunicado à família, por isso forjou o parto do bebê roubado.


A suspeita alegou que o marido não tinha conhecimento da morte. Mas, segundo o delegado, a dinâmica do crime levantou suspeitas e por isso ele também foi autuado em flagrante por participação.