Casos de covid-19 voltou à subir em Paraíso das Águas e saúde reforça recomendações

Em uma semana, cinco novos casos foram registrados e três ainda aguardam resultado.

Por Fernando Brito 16/10/2020 - 10:36 hs

Casos de covid-19 voltou à subir em Paraíso das Águas e saúde reforça recomendações
Paraíso das Águas havia estabilizado casos confirmados, mas voltou a subir esta semana.

Paraíso das Águas passou cerca de 15 dias sem registrar novos casos confirmados de covid-19, mas nessa semana os números voltaram à subir.

De 83 casos confirmados, em apenas uma semana, o número foi para 88 casos confirmados.

05  pacientes testados positivos estão em isolamento domiciliar na sede e no distrito de Bela Alvorada.

Desde o início da pandemia, Paraíso das Águas realizou 610 testes, sendo 519 descartados, 88 confirmados e 03 óbitos confirmados de covid-19.

A Secretaria Municipal de Saúde reforça as medidas que cada pessoa deve ter em relação à evitar o contágio e transmissão:

- lave sempre bem as mãos com água e sabão

- utilize frequentemente o álcool gel

- use máscara durante todo o tempo, principalmente ao sair de casa

- utilize álcool 70% para limpeza de superfícies

- evite aglomerações 

Nesta quinta-feira(15) a coordenadora municipal de vigilância epidemiológica e de imunização, Juliana Silveira Zancanaro, participou de uma entrevista na FM Paraíso e alertou a população mais uma vez, nos cuidados necessários para evitar o contágio e a transmissão da covid-19.

Juliana também informou que o Lacen (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul) vêm trabalhando dia e noite, ou seja, 24 horas por dia, bem como final de semana e feriado para atender a demanda dos testes de todo o estado. Os resultados chegam em até 48 horas, o que vem facilitando a testagem dos casos suspeitos em Paraíso das Águas.

A coordenadora ainda lembrou, que não existe vacina aprovada e distribuída para a imunização, no entanto, o melhor remédio é a prevenção. Se cuidar e seguir as medidas de prevenção é o que se pode fazer neste momento de pandemia.

Confira o boletim de 15/10/2020: