Eleitor vota 1º para vereador e na sequência para prefeito; saiba mais

Votos para vereador vão para o partido para compor o quociente eleitoral

Por Fernando Brito 05/11/2020 - 10:42 hs

Nas eleições municipais, que acontecem em todo o Brasil neste mês, o eleitor terá que escolher um candidato a vereador e um a prefeito. No caso, a eleição para vereador é proporcional.

No primeiro turno, em 15 de novembro, o eleitor terá que digitar na urna eletrônica, primeiramente os números do vereador, com cinco dígitos, e depois o do prefeito, com dois dígitos.

Segundo o  (Tribunal Superior Eleitoral), na votação para vereador, o eleitor pode optar por votar apenas no partido. É só digitar na urna o nº da legenda (2 dígitos), deixar o resto em branco e apertar “confirma”. Assim, o voto irá compor o cálculo dos quociente eleitoral.

As vagas serão preenchidas pelos candidatos mais votados da lista da legenda, até o limite das vagas obtidas, ou seja, o voto que um eleitor dá para um candidato a vereador vai para o partido inteiro e, assim, a eleição dele depende do desempenho de todos os demais candidatos do partido.