Coronavírus: MS pode reativar leitos de UTI, mas descarta remontar Hospital de Campanha

Reunião na sexta-feira discute situação dos leitos com secretários de saúde dos 79 municípios

Por Fernando Brito 19/11/2020 - 15:44 hs

O número de novos casos de coronavírus tem aumentado e somente nesta quinta-feira (19) foram registrados mais 575 novos diagnósticos em . Diante da possibilidade de um novo crescimento da doença, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) afirma que possui os equipamentos necessários para a internação dos pacientes, caso precise reativar leitos de  (Unidade de Terapia Intensiva).

No último mês, houve uma estabiização da doença em MS. Por isso, alguns leitos foram desativados. “Temos 239 casos de internação, é um número bastante otimista, em relação aos últimos três meses é a menor taxa de ocupação de leitos de  no estado, com pacientes de Covid”, explicou o secretário Geraldo Resende, durante a live no dia 5 de novembro. Ao todo, foram desativados 75 leitos clínicos adulto e 139 leitos de  adulto. 

Com o súbito crescimento na curva de casos, a situação dos leitos de  no Estado será discutida em reunião. “Nesta sexta-feira ocorre reunião da CIB (Comissão Intergestora Bipartite) com os secretários municipais de saúde dos 79 municípios do . Uma das pautas da reunião é em relação os leitos de  em MS”, informou a secretaria.

Por enquanto, o estado não cogita a remontagem do Hospital de Campanha. O Hospital de Campanha do  (Hospital Regional de ) começou a ser desmontado em agosto, devido à falta de uso. O Estado desembolsou mais de R$ 1,2 milhão no aluguel de contêineres por 90 dias em maio para montar a estrutura, além de tendas, que foram retiradas. 

 já soma 90.229 casos confirmados de , com 575 novos registros nesta quinta-feira (19). Foram registradas mais seis mortes, totalizando 1.705 óbitos conforme o boletim epidemiológico do novo coronavírus, apresentado pela SES.

Midiamax