MS não tem vagas UTI nem para quem busca por hospitais particulares, diz secretário de saúde

Colapso no sistema de saúde atinge todas as regiões do Estado

Por Fernando Brito 31/05/2021 - 13:19 hs
Foto: Reprodução
MS não tem vagas UTI nem para quem busca por hospitais particulares, diz secretário de saúde
Geraldo Resende em live para apresentar dados do boletim da covid na manhã desta segunda-feira

O colapso no sistema de saúde de Mato Grosso do Sul atinge, também, hospitais particulares. O Estado registra 532 pessoas em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) com covid, atingindo 100% de ocupação em todas as regiões.

"Estamos hoje com 100% dos leitos UTI ocupados. Mesmo quem tem convênio ou está procurando atendimento em hospitais privados, não estamos tendo vagas em MS", pontuou o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, ao apresentar os dados do boletim da covid, na manhã desta segunda-feira (31).

Ainda conforme Resende, MS é o estado em que a pandemia mais avança no país. "É o estado que mais cresce em números da doença no Brasil, mas a população optou por fazer aglomerações e festas clandestinas", ressaltou.

Avanço da pandemia

Mato Grosso do Sul se aproxima dos 300 mil casos da doença, chegando a 290.725 infectados. Ainda restam 2.423 testes em análise nos municípios. Na última semana epidemiológica, que encerrou no sábado (29), houve recorde de novos casos, com 11.942 confirmados, com tendência de piorar. "Tivemos a pior semana da pandemia e parece que a próxima assim o será", destacou a secretária-adjunta da SES, Crhistinne Maymone.

Todas as macrorregiões de MS estão com taxa de ocupação de leitos acima de 100%. Em Dourados, o índice está em 106% , em Campo Grande em 101%. Nas regiões de Corumbá e Três Lagoas é de 100%.

O informe relata que o Estado possui 1.281 pessoas internadas com a doença, sendo que 535 estão em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) em estado grave. Dessas, 402 estão hospitalizadas pelo SUS e 133 estão na rede particular. Outras 746 apresentam quadro mais estável e estão em leitos clínicos, sendo que 544 estão pela rede pública e 202 em hospitais privados.

Assim, MS está próximo do recorde de internações hospitalares, que foi de 1.316 no dia 2 de abril.

Midiamax