Morte de criança de 2 anos com Covid é investigada em Chapadão do Sul

De acordo com a secretária de saúde, o município está investigando a causa da morte e aponta que o bebê saiu da cidade sem a doença

Por Fernando Brito 04/06/2021 - 17:29 hs

O município de Chapadão do Sul está investigando a morte de um menino, de apenas 2 anos, que morreu na última quarta-feira (2) vítima da Covid-19. 

Ao Correio do Estado, a secretária de saúde Valéria dos Santos explicou que a criança saiu da cidade com sintomas de gripe, sem testar positivo para doença. 

“Estamos em contato com a secretária de saúde da Capital para saber o motivo da criança ter sido enterrada como morte de Covid-19, sabemos que ele saiu da cidade testando negativo para doença”, apontou Valéria dos Santos. 

Entre os 56 novos óbitos confirmados nesta sexta-feira (4), houve o registro do menino. Ele não tinha comorbidades e estava infectado havia pelo menos seis dias. 

De acordo com a secretaria de saúde de Chapadão do Sul, em breve será publicada uma nota oficial para esclarecer o caso.

NOTA DA SECRETARIA DE SAÚDE DE CHAPADÃO DO SUL

"A Secretaria de Saúde de Chapadão do Sul vem por meio deste esclarecer os fatos sobre o óbito do menor J.W.A.R., ocorrido no dia 02 de junho de 2021 no município de Campo Grande-MS. 

O menor foi atendido e encaminhado para Campo Grande no dia 26 de maio, com sintomas respiratórios em estado gravíssimo com exame rápido antígeno para Covid-19 negativo, que também foi realizado no dia 26 de maio. A criança foi admitida no Hospital Regional, onde permaneceu internado até a data de 02 de junho, quando, infelizmente não resistiu e veio a falecer. A suspeita de Covid-19 veio por parte do médico responsável pela internação em Campo Grande, o qual solicitou exame de RTPCR para Covid-19, influenza e outros vírus respiratórios, onde o mesmo veio negativo para Covid-19 e aguarda os demais resultados, além do RTPCR o médico solicitou tomografia de tórax com sugestivo de covid-19.

O município de Campo Grande foi responsável por inserir os dados no programa SIVP-gripe e o encerrou como óbito confirmado por Covid-19 mesmo em discordância com as normas estaduais da área técnica de influenza e outros vírus respiratórios, que solicita aguardar os resultados do demais exames (influenza e outros vírus respiratórios, para pode considerar de fato um caso confirmado de óbito de covid-19.

Sendo assim, Chapadão do Sul, seguindo orientação da área técnica estadual está aguardando os resultados dos demais exames para concluir a causa básica do óbito, sendo assim, o óbito seguirá em investigação até a conclusão do caso".

BOLETIM 

Mato Grosso do Sul contabiliza 7.032 óbitos desde o início da pandemia, de acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES).  Com 1.393 mortes, maio foi o mês mais fatal durante toda a pandemia da Covid-19 no Estado.

A taxa de letalidade está em 2,4% e a média móvel de mortes é de 49,9. Campo Grande possui 41,2% dos óbitos registrados em Mato Grosso do Sul.

Mato Grosso do Sul registrou 56 mortes e 768 casos confirmados de Covid-19 nas últimas 24 horas. Com isso, totaliza 7.032 óbitos e 298.091 confirmações no Estado. 

Em fila de espera, 291 enfermos aguardam por um leito hoje em Mato Grosso do Sul.

Na Central de Regulação da Capital, 195 doentes esperam por uma vaga, sendo 166 apenas de Campo Grande.

Já na Central de Regulação de Dourados, 62 pessoas estão no aguardo por um leito em hospitais e, na Central de Regulação do Estado (CORE), esperam 34 pacientes.

Fonte: Correio do Estado