Filho que prometeu para mãe que morreu de câncer que seria médico, quando tinha apenas 8 anos, conclui faculdade e presenteia pai pelo esforço e apoio

A história de Kaique surpreendeu a todos. Ele tinha 8 anos quando sua mãe faleceu de câncer e ao lado dela, fez a promessa que seria médico para 'salvar vidas'.

Por Fernando Brito 25/01/2022 - 14:34 hs

Um fato muito curioso e ao mesmo tempo emocionante, chamou a atenção da redação BNC Notícias e de muitos seguidores, familiares e amigos de um jovem médico da pequena cidade de Dolcinópolis, interior de São Paulo - cidade do comunicador da FM Paraíso, Profº Márcio Rogério.

Acontece que um servidor público municipal muito querido daquela cidade, recebeu uma homenagem surpreendente e que emocionou a todos.

Agostinho Felipe Corrêa, carinhosamente chamado de "Neno", 60 anos, é um antigo servidor público municipal de Dolcinópolis e muito querido por todos. Homem prestativo, alto astral e cativante.

No último final de semana, durante o último final de semana (22/1), alguns amigos se reuniram e fizeram uma 'festa' com muitas surpresas ao Neno. 

Seu filho Kaique Felipe Corrêa, 25 anos, recém formado em medicina, em forma de gratidão presenteou o pai durante a festa, com uma embarcação completa: barco, motor de popa e uma carretinha de transporte -, o grande sonho de Seu Neno. A emoção e a felicidade invadiu a todos, lógico, principalmente ao seu Neno e ao filho prodígio Kaique.

A emocionante história desta família, não para aí. Kaique Felipe tinha apenas 8 anos e sua irmã Thamires 15, quando ficarão orfãos da mãe Ozenir, que era considerada uma "Super Mãe", dedicada, companheira e uma mulher lutadora. Dona Ozenir era uma mulher engajada nas causas sociais da pequena Dolcinópolis, amada, respeitada e muito querida pela comunidade.

Ainda muito nova de idade, Ozenir foi diagnosticada com um grave câncer de mama e acabou perdendo a luta para a doença, falecendo, deixando um grande legado, dor e uma saudade imensa aos seus entes e amigos, em especial ao seu esposo Neno e o casal de filhos.

No período de tratamento, num certo dia, já em estado terminal no Hospital de Câncer de Barretos (SP), hoje o Hospital de Amor, Neno com muita angústia e tristeza, sabendo que Ozenir estava a partir, levou seus filhos Kaique e Thamires até o leito onde estava sua mãe e naquele momento difícil e doloroso, Kaike que tinha apenas 8 anos, fez um juramento à sua mãezinha: "MAMÃE VOU ESTUDAR PARA SER MÉDICO E SALVAR A VIDA DAS PESSOAS".

O juramento de Kaique foi uma confirmação dos planos de Deus na vida daquela criança.

Para o pai Neno e a irmã Thamires começava um desafio, assumir o papel de "mãe" naquela casa, onde haviam os três, que a partir do falecimento de Ozenir, a vida ficaria mais difícil.

O sonho de Kaique persistia. O pequeno se esforçava a cada dia na escola pública que estudava o primário e o desafio para o pai Neno, um simples motorista da Prefeitura Municipal de Dolcinópolis, limitado de recursos e sem condições financeiras de realizar o sonho do filho e contribuir para o cumprimento daquele juramento, feito no leito de dor, naquele hospital.

Neno não desistiu. Seguiu firme, com foco nas formações acadêmicas de seus filhos. Com a ajuda de Deus e ao apoio da família, em especial de sua avó materna, que muito ajudaram a família de Neno.


Chegou o momento de ingressar à faculdade. Kaique já com 18 anos, terminara seus estudos do ensino fundamental e médio e estava pronto, determinado e compromissado com seu futuro, principalmente em realizar seu juramento, feito à sua saudosa mãezinha, no leito de morte, há 10 anos atrás.

Ainda aos 18 anos de idade, Kaique está pronto e decidido deixar a casa de seu pai, sua cidade natal e correr atrás da realização de seu sonho. Finalmente consegue ingressar na faculdade de Medicina, na cidade de Cochambaba, na Bolívia, a 2 mil quilômetros de distãncia de Dolcinópolis.

Foram seis anos de muita dedicação, provações, desafios e principalmente, dificuldades financeiras para bancar a faculdade e as despesas, mas sempre recebendo o apoio incondicional de seu pai Neno, que fez o impossível para que o jovem Kaique concluísse seus estudos.

No ano passado, em 2021, finalmente com o fim do curso, Kaique enfrenta mais um desafio, a prova de revalida seu curso de medicina no Brasil. Aprovado, no mesmo ano, em dezembro de 2021, conquista seu CRM (Conselho Regional de Medicina) licença definitiva para o exercício da profissão.

Já com o CRM, pronto para o trabalho e cumprir o compromisso que fizera à sua saudosa mãe Ozenir, Kaique finalmente está pronto e já está empregado na cidade de Pinhalão no Paraná, onde desempenhará sua profissão.

Agora, chegou o momento de retribuir ao pai, além do orgulho da formação de seu filho, com um presente que ele sempre sonhou. Após anos de dificuldades, o momento de gozo finalmente foi alcançado.

Ao retornar para sua cidade natal, ao rever seu pai, o surpreendeu com esta embarcação e ainda, o que chama mais ainda a atenção...


Kaique chegou com seu Corcel II, ano 1984, que possui há anos, ao lado de sua noiva Bruna, que também é estudante de medicina. O casal viajou centenas de quilômetros no carro antigo, mas a preferência antes da aquisição de um novo veículo, foi agradecer ao pai pelo apoio.

O primo de Kaique, o comunicador da FM Paraíso Profº Márcio Rogério, que reside em Paraíso das Águas, reportou as informações ao BNC Notícias e detalhou a história que serve de exemplo para todos nós, que diferente de alguns que mostram ingratidão com seus pais, que tanto se dedicam, ainda há quem tem um reconhecimento memorável, como o caso de Kaique e seu pai Neno. Pai e filho, unidos em um amor incondicional.