Capataz de fazenda morre após ameaçar mulher e filha

Bêbado, estava descontrolado após agredir a mulher

Por Fernando Brito 02/07/2019 - 15:11 hs

Equipe de Polícia Civil foi até uma fazenda, na segunda-feira (1), localizada na região de Forte Coimbra, na região pantaneira de Corumbá, para investigar a morte do capataz da propriedade, identificado como Lyohans Benevides Chaparro, de 30 anos, assassinado a tiros na noite do último domingo (30 de junho). As informações são do portal 'Diário Corumbaense'.

Segundo o registro da ocorrência, a vítima bebia quando pegou a esposa, de 25 anos, pelo braço e a empurrou. Ele ainda tomou a filha de colo dela e foi para a casa onde viviam na propriedade rural.

Outro capataz, identificado apenas como 'Ivan', conversou com a mulher e a aconselhou a esperar que Chaparro ficasse calmo para conversarem. Ela, então, se sentou em um banco próximo a um galpão, de onde era possível visualizar a residência, e viu o esposo também sentado na frente do imóvel. De repente, houve um disparo de arma de fogo.

Como a filha do casal estava com Chaparro, a mulher saiu correndo e já dentro da casa, encontrou a criança e o companheiro. Ela então tomou a criança da vítima e foi ameaçada. O capataz apontou sua arma engatilhada para sua cabeça e ameaçava atirar.

Foi então que “Ivan” entrou na casa e ao perceber que Chaparro estava com a arma apontada em direção a mulher, sacou um revólver e disparou contra ele, que acabou morrendo na hora. Logo em seguida, o autor do disparo fugiu.

O proprietário da fazenda ao saber do ocorrido, acionou a Polícia Civil, que se deslocou de barco até a região, juntamente com a Perícia e trouxe para Corumbá o corpo do capataz. A polícia prossegue com as investigações.

Rafael Ribeiro/Correio do Estado