Mãe é condenada por deixar filha de 11 anos ser estuprada para não pagar aluguel em MS

Em uma das ocasiões, mulher se deitou na cama junto do estuprador e da filha

Por Fernando Brito 12/05/2022 - 14:45 hs

A mãe de uma menina de 11 anos foi condenada a 8 anos de reclusão em regime semiaberto, por deixar a  ser estuprada pelo dono da quitinete onde morava em cidade de  para não pagar o aluguel. O estuprador também foi condenado a 14 anos e 8 meses de prisão.

O crime aconteceu entre os meses de março e abril de 2017. A menina contou sobre os estupros para uma conselheira tutelar. Ela disse que foi abusada por pelo menos cinco vezes pelo homem que dava doces, presentes e até dinheiro cerca de R$ 10 para a criança logo após os abusos.

Ele aproveitava quando a mãe da menina não estava em  para cometer os crimes, já que morava em outra quitinete no mesmo terreno. A menina era levada para sua casa, mas em algumas ocasiões os estupros aconteciam na casa da vítima.

O homem chegou a dar mochila, bicicleta para a criança chegando a falar que gostaria ficar com ela e com sua mãe, e que cuidaria delas. Em uma das ocasiões, a mãe da menina flagrou o autor estuprando sua filha, e nesse momento ela teria deitado na cama junto do abusador e da criança. 

Segundo a denúncia, a mãe da menina se omitia quanto aos fatos para não precisar pagar o aluguel. Os dois irão recorrer em liberdade.

Midiamax