Seja bem-vindo
Paraíso das Águas,22/05/2024

  • A +
  • A -

Sobe para 6 número de mortos em acidente na BR-163

Segundo a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, as cargas das duas carretas que ficaram espalhadas na rodovia foram removidas pelas empresas


Sobe para 6 número de mortos em acidente na BR-163

Folha Campo Grande| A PRF (Polícia Rodoviária Federal) e Polícia Civil de Mato Grosso do Sul confirmaram na tarde desta quarta-feira (10), que seis pessoas morreram no acidente que aconteceu na BR-163, próximo ao Distrito de Anhanduí, em Campo Grande. A batida envolveu duas carretas, um caminhão-baú e um carro de passeio.

A informação anterior é de que 5 pessoas tinha morrido, dentre elas, o casal que viajava no carro: Daniel Azambuja Alves e Fernanda Lopes Ritter. Eles eram de Campo Grande e estavam indo para Santa Catarina. Segundo familiares que esperavam o casal em um posto de combustível mais a frente na estrada, todos iriam viajar até uma praia.

O homem estava embaixo dos escombros do caminhão com carga de 210 suínos.  A sexta vítima foi encontrada já no início da tarde.

“Eles nunca apareciam, aí um frentista avisou que tinha um acidente, até então com duas carretas. A gente ligava, ligava e ninguém atendia. Depois chegou outro rapaz e falou que tinha um carro pequeno também no acidente. Eu perguntei se era um Onix. Ele disse que sim. Viemos aqui e constatamos… Deus me livre. Tira o chão totalmente”, declara, emocionado, Elvis Ajala cunhado de Fernanda.

O acidente ocorreu por volta das 6 horas da manhã desta quarta. Além do casal no carro, um Ônix, na carreta que transportava porcos estavam dois ocupantes, José Lucas Verus de Albuquerque e Jefferson Brunetto; na carreta com milho estava Ezequiel Nordt; e no caminhão-baú, estava Ednaldo Ramos dos Santos.

Segundo o delegado Willian Rodrigues de Oliveira Junior, há uma possível dinâmica da batida. “A carreta com porcos teria forçado uma ultrapassagem”, destaca.

6 mortes

De acordo com a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, as cargas das duas carretas foram removidas pelas empresas. Os familiares das possíveis vítimas estiveram no local e fizeram reconhecimento.

O caso foi registrado como morte a esclarecer na Depac-Cepol (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.