Vacinas da AstraZeneca e Pfizer costumam dar reação em pessoas mais novas; entenda

Infectologista explica que alguns imunizantes apresentam maior probabilidade de sintomas

Por Fernando Brito 17/05/2021 - 08:42 hs

A chegada de novas vacinas para covid pode aumentar o número de casos de reações. Isso porque a CoronaVac, que até então era a única a ser aplicada em Mato Grosso do Sul é uma das que apresenta menor taxa de reação. Já os imunizantes  da Pfizer e da AstraZeneca registram mais casos se sintomas pós-vacinação.

Conforme o  infectologista da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Julio Croda, com o aumento da aplicação das duas últimas, MS começará a registrar mais relatos de reações - quase sempre leves. "Pode dar febre, a pessoa ficar com o corpo mole, aumento do sono, fadiga, dor de cabeça, nos membros. Todos os sintomas muito parecidos com o de síndrome gripal", esclarece.

Entretanto, não há motivo para preocupação, pois ter reação é algo comum quando se trata de vacinas. "Não é recente, não é só a vacina da covid. A [vacina] da Influenza nós sabemos que é de vírus inativado e que pode dar reação, qualquer vacina pode dar", explica Júlio Croda, complementando que é raro um sintoma mais grave das vacinas da AstraZeneca e Pfizer em todo o mundo.

Sintomas comuns que podem surgir até 3 dias após a vacinação:

  • Febre
  • Astenia (perda da força física)
  • Dor de cabeça
  • Dor nos membros
  • Fadiga
  • Inchaço ou vermelhidão no local da aplicação

No próprio registro da AstraZeneca, por exemplo, consta a informação de que praticamente um terço das pessoas podem ter febre, dor no corpo, dor articular, dor de cabeça. Efeitos mais intensos do que os apresentados pela imunização com a Coronavac, mas que podem ser tratados sem nenhum problema.

Quando devo procurar atendimento?

Apesar de raro, é importante saber que tipo de sintomas são considerados graves e necessitam de acompanhamento médico. Assim, o especialista explica que "deve se preocupar se apresentar reaçãos mais grave, o que é raríssimo. Ocorrem em períodos até 72 horas após a vacinação. Se a pessoa apresentar falta de ar, muitos sintomas alérgicos como ficar rouco ou algo que mostre que tem uma alergia mais séria, aí tem que procurar. Mas, é bem raro. Temos quase nenhum caso relatado no mundo", informa Croda.

Outro mito esclarecido pelo especialista é de que a vacina não fez efeito na pessoa que teve reação. "Não significa. Inclusive pode fazer uso [das vacinas] em sintomáticos. Tem gente que fala para não tomar, mas não é verdade, se tiver sintoma, pode aplicar".

Possíveis reações da vacina x sintomas da covid

A vacinação contra covid apresenta chance de reação, porém, na maioria dos casos são sintomas leves como já destacado pelo infectologista Júlio Croda. Como destacado por muitos que já receberam a vacina: "É melhor ter uma reação leve a contrair covid (ou pelo menos quadros mais graves da doença)".

Vale lembrar que ninguém morreu ou ficou em estado grave por causa de vacinas contra a covid-19. 

A reação acontece porque o corpo recebe carga víral e, assim, entende que está lutando contra o coronavírus. Assim, o organismo oferece uma resposta imunológica como se estivesse combatendo uma infecção.

Enquanto que a chance de desenvolver sintomas mais graves após a vacinação é raríssimo, a covid é uma doença que é imprevisível e pode levar, até mesmo pessoas jovens e sem comorbidades a óbito.

Midiamax