Casal é preso pela Polícia Civil em Paraíso das Águas em operação contra o tráfico de drogas

Operação envolveu 03 cidades

Por Fernando Brito 10/06/2022 - 06:06 hs

Cerca de 300 gramas de cocaína e 500 gramas de pasta base  que seriam comercializadas em Chapadão do Sul foram apreendidos pela Polícia Civil numa operação que envolveu três cidades. Em Paraíso das Águas foram presos um homem e uma mulher. Durante as diligências e as informações obtidas pelos agentes um rapaz de 22 anos acabou detido em Campo Grande com  7.318 kg de cocaína num imóvel que funcionava como centro de distribuição do entorpecente.  

 A ação teve início na Delegacia de Polícia de Paraíso das Águas que recebeu apoio do SIG (Serviço de Investigação Geral) de Paranaíba e do SIG de Chapadão do Sul. O sucesso da ação começou com a prisão de uma mulher transportando as 300 gramas de cocaína e as 500 gramas de pasta base. Na ocasião, seu ex-companheiro  foi detido na rodoviária. Na sequência dos trabalhos policias o filho da mulher foi localizado e preso com os 7.318 kg de cocaína na Capital.

Os polícias civis desconfiaram do nome que o homem forneceu na rodoviária. Após averiguação mais detalhada foi descoberto a identidade verdadeira. Tinha Mandado de Prisão expedido pela Segunda Vara de Execução Penal de Campo Grande. As 300 gramas são de cocaína pura e está avaliado em cerca de R$ 20 mil após processada com outros produtos.

A ação policial que começou em Paraiso das Águas com a regional de Paranaíba foi fundamental na prisão em flagrante do homem de 22 anos no bairro Pioneiros, em Campo Grande. Além dos 7.318 kg de cocaína foi apreendida uma balança de precisão.  

A apreensão aconteceu durante mais uma investigação oriunda da operação Ômega, realizada em caráter permanente pela DENAR, que desta vez teve o apoio do  SIG de Paranaíba. A operação foi conjunta com a Denar Delegacia Especializada na Repressão ao Narcotráfico.  

A mãe do homem preso já era investigada e hoje foi presa por policias de Paraíso das Águas. Já o jovem detido na Capital cuidava de uma residência que funcionava como um centro de distribuição de drogas para abastecer fornecedores menores.

Denúncias para a DENAR podem ser feitas pelos números: (67) 99995-6105 (WhatsApp) ou (67) 3345-0000.

Fonte: César Rodrigues/Chapadense News